Embaixadora dos EUA na ONU renuncia ao cargo

Nikki Haley, a embaixadora dos EUA na ONU –posto diplomático que, no governo Donald Trump, só perde em importância para a Secretaria de Estado–, renunciou ao cargo.

Em encontro com o presidente, que a chamou de “pessoa fantástica”, Haley disse que “é importante para quem serve o governo saber quando é o momento de sair” e negou que pretenda disputar a Casa Branca na eleição de 2020.

Um mês atrás, a embaixadora foi colocada na lista de suspeitos de terem escrito um artigo anônimo no “New York Times”, que falava de um grupo de “resistência” na Casa Branca que se dedicava a controlar “os piores instintos” de Trump.

Na época, ela negou com veemência: “Quando tenho divergências com o presidente Trump, digo isso diretamente a ele”.

Comentários

  • antonio -

    Aqui o cara é pego com o porco nas costas e fica tudo por isto mesmo. Se fosse no Japão a moça já teria se suicidado . E na Europa civilizada a embaixadora teria pedido demissão quando soube susp

  • RENATO -

    xa nada nao, vao mandar pra ONU alguém pior que ela (pros esquerdopatas claro)

  • Giusti -

    Pena. Ela é sensacional. A esquerdalha da ONU sofreu nas mãos dela.

Ler 27 comentários