Empresa de urnas Dominion processa ex-advogada de Trump e pede US$ 1,3 bilhão

Empresa de urnas Dominion processa ex-advogada de Trump e pede US$ 1,3 bilhão
Reprodução/Fox News

A Dominion Voting Systems, empresa canadense que fabrica equipamentos e programas de votação, entrou com processo nesta sexta (8) contra uma das maiores amplificadoras de mentiras contra ela. A reportagem é da NPR.

A empresa processou Sidney Powell, advogada que já trabalhou para a campanha de Trump e nos últimos dois meses disse várias vezes que a Dominion teria roubado a eleição e manteria alguma ligação com o regime de Hugo Chávez (morto em 2013).

A Dominion pediu no tribunal do Distrito de Colúmbia (onde fica a capital Washington) mais de US$ 1,3 bilhão em indenização. Segundo o pedido, a “campanha viral de desinformação” de Powell destruiu o valor da empresa.

O processo destaca que, como resultado das alegações de Powell e de outras pessoas, autoridades eleitorais e funcionários da Dominion foram alvos de assédio e ameaças de morte.

Powell deu várias entrevistas à Fox News.

Leia também: Presidente da Smartmatic cogita processar Fox News por difamação

Leia mais: Nenhum assunto é tabu para a Crusoé: além de fiscalizar TODOS os poderes, a revista tenta responder a questões que permeiam a sociedade brasileira
Mais notícias
TOPO