Enquanto isso, na Venezuela…

A Mesa da Unidade Democrática, coalizão oposicionista da Venezuela, acusa a ditadura de Nicolás Maduro de mudar o lugar de 205 seções eleitorais em 16 estados.

A mudança acontece às vésperas da eleição para os governos regionais, marcada para este domingo.

Coincidentemente, ela ocorreu em locais onde a oposição obteve 80% dos votos nas eleições parlamentares de 2015 –aquelas jogadas no lixo pela “Constituinte” de Maduro.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Baal disse:

    As FFAA venezuelanas poderiam colocar o país novamente nos eixos. Contudo estão bem empregadas na Pedevesa e, pior, seus oficiais também controlam o tráfico. Nenhuma solução à vista por muito tempo.

Ler comentários
  1. Igor disse:

    Por que não se cria um partido sério, a semelhança do ingles por exemplo. Este partido poderia se chamar Partido de Direita do Brasil. Nada a exemplo dos Bolsonaros da vida. Um partido de pessoas como foram o ex saudoso ministro Roberto Campos...

  2. Jaci Capistrano disse:

    A mesa de unidade democrática é também socialista. Eleição é burrice, vai legitimar a ditadura castro-comunista Venezuelana.

    1. Tá certo xucra, já que não são os Bolsonaros venezuelanos que proporem isso, é melhor nem fazer nada e permanecerem como se acham. Essa mania em quererem ser "o único e verdadeiro" caminho, lembra muito os petistas dos anos 80. Menos bolsonáticos, menos!

  3. Realidade disse:

    E, nós não podemos vacilar, os red estão a espreitar-nos.

    1. _Realidade_ Estão na espreita e com sangue nos olhos...

  4. Coriolano disse:

    É da natureza dos bolivarianos mudar as regras ao sabor de suas necessidades. Rasgar a Constituição e as Leis faz parte obrigatória de seus métodos. Nosso STF segue à risca esses procedimentos.

  5. Fabricio disse:

    Quem aplaude as decisões heterodoxas deste nosso STF bolivariano, não perde por esperar. Despresam a constituição para atender interesses ideológicos. Como na Venezuela.

  6. Excesso de democracia na America LatRina disse:

    E muita democracia! Brasil, Venezuela, Bolívia, Equador... Felizmente temos grandes defensores aqui também: Temer, Lula, Aecio, Gilmar, Dória, FHC, Renan, Lindbergh...só pessoas ilustres