Erdogan rejeita restrições, e vírus avança na Turquia

Telegram

Com cerca de 4.000 infecções diárias pelo novo coronavírus e 725 mortos na Turquia, o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, resiste a impor restrições à população, informa a agência Efe.

Erdogan tem resistido aos apelos dos médicos e da oposição para que ordene às pessoas a permanência em casa –ele insiste que “as rodas da economia precisam continuar girando”.

Apesar disso, seu governo tem aumentado gradualmente as medidas de combate ao vírus, incluindo a suspensão de voos internacionais, o fechamento de fronteiras e a proibição de reuniões públicas e orações em massa.

Comentários

  • Noely -

    Agora é tarde fechar a porteira, o bicho já pegou.

  • Eduardo -

    Comparem os dados com Espanha, Italia, etc..

  • Lucia -

    Está claríssimo que pra ele a economia é mais importante do que vidas humanas. Não me surpreende - desde que assumiu seu governo é um festival de atrocidades!

Ler 48 comentários