ACESSE

Estátua do padre Antônio Vieira é vandalizada em Lisboa

Telegram

A estátua do padre Antônio Vieira que fica no centro de Lisboa foi vandalizada na madrugada desta quinta (11), informa a repórter Giuliana Miranda, da Folha.

O jornal paulistano descreve o vandalismo como parte do “movimento global de protestos contra estátuas associadas ao racismo é à escravidão”. O monumento recebeu um banho de tinta vermelha e teve a palavra “descoloniza” pichada em sua base. A Câmara Municipal lisboeta já fez a limpeza.

Chamado de “imperador da língua portuguesa” por Fernando Pessoa, Vieira (1608-1697), que viveu e pregou no Brasil, é o maior prosador do barroco português. Seus “Sermões” são obra-prima da língua. Mas, para alguns historiadores, ele foi condescendente com o trabalho escravo dos africanos.

Pelo visto, basta isso para que idiotas vandalizem a sua memória.

Leia mais: PROTESTOS: E SE DESCAMBAR EM VIOLÊNCIA?

Comentários

  • Jurandir -

    O vandalismo só precisa de um pretexto

  • Dalila -

    Historiadores idiotas

  • Rafael -

    A luta contra o racismo não deve se inspirar em um talibã.

Ler 58 comentários