EUA anunciam novas sanções à Venezuela

O Departamento do Tesouro dos EUA anunciou hoje novas sanções à ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela.

Os alvos são dez funcionários do regime chavista acusados de irregularidades eleitorais, censura à imprensa e corrupção na distribuição de alimentos, incluindo três ministros e a vice-presidente do Conselho Nacional Eleitoral.

“Enquanto o governo da Venezuela continuar ignorando o desejo de seu povo, nossa mensagem é clara: os EUA não vão permanecer de braços cruzados”, disse em nota o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Um dia desses esse porco do Maduro se comparou a Sadam Hussein, pois bem, a diferença é que pelo menos Sadam era “bem nascido” , e mesmo assim deu no que deu, imagina o que será desse zé ninguém porco comunista!

Ler mais 10 comentários
  1. Um dia desses esse porco do Maduro se comparou a Sadam Hussein, pois bem, a diferença é que pelo menos Sadam era “bem nascido” , e mesmo assim deu no que deu, imagina o que será desse zé ninguém porco comunista!

  2. Se os EUA deixarem de comprar petróleo da Venezuela, outros comprarão. Petróleo é uma commodity comercializada no mundo inteiro e o preço é determinado pela relação oferta/procura. O embargo ao Irã foi bem maior e nem por isso o Irã deixou de vender.

  3. Medida totalmente inócua. A única sanção que afetaria a Venezuela é o embargo petrolífero, ou seja, parar de comprar petróleo venezuelano e a proibição de empresas americanas atuarem em solo venezuelano, tais como Halliburton, Chevron, Baker Hughes, etc. Hoje em dia a oferta de petróleo é abundante, maior do que a procura e há quem queira vender. Se continuarem só negando visto à quadrilha do governo, Maduro continuará deitando e rolando.

    1. caro amigo..o que seria de nós se não fosse a “revolução” no país que tem a maior reserva de petróleo sob seus pés….Estaríamos enchendo o tanque a preço de balinha. A regulação de preço no mercado internacional do petróleo passa pelo cartéis…e por isso uma “revolução” é bem vinda aos globalistas.

  4. Não adianta o Trump criar sanções econômicas contra a Venezuela, porque o Brasil repassa tudo pra lá!
    O Trump deveria criar sanções à toda América Latina, em especial o Brasil, que financiou e foi cúmplice de todo esse sofrimento vivido atualmente pelos venezuelanos!

  5. Macri defende que EUA imponham embargo a petróleo da Venezuela
    .
    O governo Trump deveria endurecer drasticamente as sanções à Venezuela, impondo um embargo total a suas exportações de petróleo para os EUA, declarou o presidente da Argentina, Mauricio Macri. Segundo ele, a medida teria amplo apoio em toda a América Latina.
    .
    Macri disse que o Grupo de Lima está fazendo um “bom trabalho” ao aplicar pressão diplomática contra a Venezuela. Mas “isso é tudo o que podemos fazer. Os EUA podem fazer mais”, afirmou. “Eu cortaria os recursos de Maduro e o manteria isolado do resto da comunidade.”