Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

EUA vão autorizar entrada de brasileiros a partir de novembro

O coordenador de combate à pandemia da Casa Branca, Jeff Zients, disse que será necessário apresentar um teste negativo de Covid
EUA vão autorizar entrada de brasileiros a partir de novembro
Foto: Official White House Photo by Adam Schultz

O governo de Joe Biden vai revogar em novembro as restrições para viajantes internacionais totalmente vacinados contra a Covid, como a necessidade de realização de quarentena. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (20) por Jeff Zients, coordenador de combate à pandemia da Casa Branca.

Trinta e três países seriam beneficiados. Entre eles, o Brasil.

“As viagens internacionais são essenciais para conectar famílias e amigos, para abastecer pequenas e grandes empresas, para promover o intercâmbio de ideias e cultura. É por isso que, com a ciência e a saúde pública como nosso guia, desenvolvemos um novo sistema de viagens aéreas internacionais que aumenta a segurança dos americanos e aumenta a segurança das viagens aéreas internacionais.”

Os viajantes deverão apresentar um teste negativo de Covid feito com três dias de antecedência antes de viajar para os Estados Unidos. Zients não especificou quais vacinas serão aceitas pelo CDC.

O governo americano havia restringido viagens de estrangeiros de países europeus, Reino Unido, Irã, China, Brasil e África do Sul por mais de um ano.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos emitirão uma ordem de rastreamento de contato, exigindo que as companhias aéreas coletem informações de viajantes com destino aos Estados Unidos, incluindo número de telefone e endereço de e-mail. As companhias serão obrigadas a manter as informações de rastreamento de contato por 30 dias.
“Isso permitirá que o CDC e as autoridades estaduais e locais de saúde pública acompanhem os viajantes que chegam e as pessoas ao seu redor, caso alguém tenha sido potencialmente exposto ao Covid-19 e outros patógenos.”
Americanos não vacinados no exterior com o objetivo de voltar para casa terão que passar por requisitos de testes mais rígidos. Eles precisarão de um teste negativo para o coronavírus um dia antes de viajar para os Estados Unidos e precisarão ser testados novamente após a chegada.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO