ACESSE

Ex-presidente do Peru que cometeu suicídio recebeu malas de dinheiro da Odebrecht

Telegram

Alan García, o ex-presidente peruano que se matou com um tiro na cabeça, recebeu malas de dinheiro da Odebrecht, segundo delator.

Em depoimento dado à Lava Jato peruana no dia 25 de setembro e divulgado ontem, Luis Nava, ex-secretário da presidência, afirmou que Jorge Barata, ex-diretor executivo da Odebrecht no Peru, entregou várias malas de dinheiro a Garcia.

“Tenho conhecimento de que Jorge Barata, em 2006, entregou a Alan García entre cinco e seis malas com cerca de 60 mil dólares”, afirmou.

Nava disse também que García continuou recebendo dinheiro da Odebrecht após ser eleito presidente do Peru.

Exclusivo: os pagamentos de bancos e outros gigantes a Lula e a campanhas do PT, segundo Palocci. CONFIRA

Comentários

  • Ilzi -

    No Japão praticam o Harakiri. Aqui tem a proteção do STF. Antônio Amos, escreveu

  • Cláudia -

    Pois os corruptos daqui nem ligam ! Acham que tem direito a tudo ! E agora se o STF acabar de ajudar ficará perfeito !!!

  • Eduardo -

    Se fosse assim aqui teríamos de fazer novas eleições a cada mês. Aqui é o inverso do Japão: Corrupção é motivo de orgulho e de promoção a melhores cargos políticos.

Ler 52 comentários