ACESSE

Ex-procuradora-geral denuncia Maduro em Haia

Telegram

Luisa Ortega Díaz, a procuradora-geral destituída por Nicolás Maduro na Venezuela, foi ao Tribunal Penal Internacional, em Haia, denunciar a ditadura.

A ex-procuradora disse ter entregado ao TPI um arquivo com mil evidências dos abusos e torturas do governo de Maduro –ela acusa a ditadura chavista de ter assassinado 1.846 pessoas nos seis primeiros meses deste ano.

“Maduro e seu governo devem pagar pelos delitos de lesa-humanidade, pela fome, pela miséria”, disse Luisa Ortega, que está sob a proteção do governo da Colômbia. “Na Venezuela não há Justiça”, acrescentou.

O Mais Terrível Ditador De Esquerda em atividade na América do Sul ainda está vivo. Será que ele vai cair? Acompanhe aqui!

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários