Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-titular da Saúde sofre indiciamento —mas é na França

Agnès Buzyn é acusada de 'colocar em perigo vida de outras pessoas'; antes de deixar pasta, ela classificou de 'muito baixo' risco de disseminação da Covid
Ex-titular da Saúde sofre indiciamento —mas é na França
Foto: Reprodução, France 24

A ex-ministra da Saúde da França Agnès Buzyn foi indiciada nesta sexta-feira (10) pelo Tribunal de Justiça da República por “colocar em perigo a vida de outras pessoas”, informa o jornal francês Le Monde.

Desde julho do ano passado, o tribunal —única instância da Justiça francesa habilitada a julgar ministros por fatos ocorridos durante seu mandato— investiga a gestão da crise de saúde provocada pela pandemia da Covid no país europeu.

Hoje representante da OMS, Buzyn foi ministra da Saúde de 2017 a fevereiro de 2020, quando deixou o cargo para se candidatar, sem sucesso, à prefeitura de Paris.

Antes de sair do ministério, a hematologista classificava como “muito baixo” o risco de disseminação maciça do coronavírus; quatro meses depois, em junho do ano passado, disse ter “chorado” porque sabia que “havia um tsunami à frente”.

O Antagonista pede que o leitor apenas imagine de que modo um tribunal como o francês trataria certos ex-ministros da Saúde do Brasil e seus auxiliares.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO