Exclusivo: Documento indica relação de representante da Blessed com grupo de Alberto Youssef

O Antagonista descobriu uma importante ligação entre Gilberto de Souza Biojone Filho, representante da Blessed Holdings no Brasil, e o doleiro Alberto Youssef, responsável por montar a engenharia financeira bilionária do petrolão.

Formulário apreendido pela Lava Jato na Operação Triple X mostra que João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado, operador de Youssef, indicou Gilberto Biojone e a contadora Meire Pozza como referências pessoais para a abertura de offshores da Mossack & Fonseca.

Em sua delação, Youssef assumiu a titularidade das offshores usadas para escoamento de propina e que foram abertas a seu pedido por Procópio, que antes de ser funcionário do doleiro foi diretor do Banco Geral do Comércio, da Camargo Corrêa.

O documento sugere que Biojone e os funcionários de Youssef integravam um mesmo grupo. Afinal, Procópio não indicaria Biojone e Meire num formulário para abertura de offshores de fachada se não fossem pessoas de sua mais estrita confiança.

Essa revelação atrai ainda mais a Operação Patmos para dentro da Lava Jato e lança novas suspeitas sobre a offshore criada pela JBS na época da fusão com o grupo Bertin.

O MPF precisa reconvocar urgentemente Youssef, Procópio, Meire e o próprio Biojone para que expliquem suas relações.

Na semana passada, O Antagonista revelou que Biojone foi indicado pelo governo Dilma Rousseff para integrar o comitê de investimento do FI-FGTS dias antes da operação de compra de quase R$ 1 bilhão em debêntures da Eldorado Celulose.

Também revelou que o advogado suíço Andrea Amedeu Prospero era gerente da Blessed – seu nome consta de documentos da criação da offshore obtidos com exclusividade pelo site.

Vale registrar que a Operação Ararath descobriu o nome de Wesley como “administrador” de uma offshore chamada Global Participações Empresariais.

A Global foi criada em 2006, tendo como sócios duas offshores (Elany Trading LLC e Avel Group LLC), localizadas no mesmo endereço que a Murray Holdings LLC: 520, S 7TH Street, Suite C, Las Vegas – Nevada (EUA), a dona do triplex vizinho ao de Lula no Guarujá.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200