Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Executivo de grupo de revistas nos EUA renuncia após acusações de assédio

O presidente da divisão de revistas do conglomerado americano Hearst, Troy Young, renunciou ao cargo nesta quinta (23), após uma reportagem do New York Times acusá-lo de comentários obscenos e sexistas no ambiente de trabalho.

“Troy Young e eu concordamos que é do interesse de todos nós que ele renuncie à sua posição de presidente da Hearst Magazines, com efeito imediato”, disse o executivo-chefe do grupo, Steven Swartz, em e-mail enviado aos funcionários.

Gigante da mídia nos EUA, o Hearst edita revistas como Elle, Cosmopolitan, Marie Claire, Esquire, Harper’s Bazaar, Men’s Health e Women’s Health –alguns desses títulos têm ou tiveram versões brasileiras.

Segundo o jornal americano, quando Young foi nomeado chefe da divisão de revistas do grupo, em 2018, havia reclamações contra ele de pelo menos quatro funcionários, que o acusavam de assédio ou bullying.

De acordo com a reportagem publicada pelo NYT na quarta (22), Young enviou pornografia por e-mail a um editor sênior e fez, numa festa, sugestões sexualmente explícitas a uma jovem que trabalhava na Cosmopolitan. Também teria feito comentários sugestivos sobre brinquedos sexuais em uma visita à redação da revista feminina.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO