Exército colombiano mata líder do ELN

Uma ação militar que teve a participação do Exército, Marinha e Força Aérea Colombiana neste sábado matou o líder do ELN (Exército de Libertação Nacional), Adalberto Fuentes Rangel.

Na mesma operação, realizada na fronteira com a Venezuela, outros três terroristas também foram capturados.

A ESTRATÉGIA PARA FAZER A "NOVA POLÍTICA" SE CURVAR À "VELHA POLÍTICA". Leia aqui

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. antonio disse:

    PSOL e pt vão reclamar pela morte dele e tudo mais

Ler comentários
  1. Gonçalo disse:

    Mais um registro de identidade cancelado com sucesso.

  2. Anderson disse:

    Nícolas Maduro deve estar muito triste com essa noticia.

  3. Marcelo disse:

    Arriba, Colômbia! Matem todos terroristas e traficantes!

  4. LUIZ disse:

    Estão vendo putaiada ?? invasões de terra, traficantes, chefes de tráfico, quadrilhas , é assim que se deve tratar. Nada de mãos ao alto. Atira primeiro e pergunta depois.

  5. Juscelino disse:

    Bonito ver forças armadas que funciona é um país que faz funcionar as leis. Parabéns Colômbia. Amo muito este país.

  6. Marco disse:

    Venezuela exportando crime, tráfico e terrorismo. Estamos imunes? Só falta o terrorismo político.

  7. Amilcar disse:

    A única maneira de acabar com o narco-terrorismo é criando pena de morte e pulverizando as plantações com agente laranja e fod@m-se os prejudicados.

  8. SEVERINO disse:

    Os americanos estão com muito mimimi tem deixar em pó e esses terroristas que ficam em trânsito na Colômbia e depois acabar em total todas as pretensoes de maduro e seus milicus apoiadores! Bombaa

    1. Maria do Rosário vai cholá... sniff, sniff, um herói morto. Ah. viaja para os funerais com passagem do CN, ou seja nosso.

  9. interruptor disse:

    Terrorista/comunista sempre usam nas suas legendas palavras como libertação, democracia, nacionalista, trabalhador, mas n passam de escravagistas, assassinos e ladrões.

    1. A suprema corte da Colômbia tem 23 magistrados e não se vê nenhum dando entrevista nas escadarias do prédio e nem preocupados em comprar vinhos premiados e medalhão de lagosta. E o país funciona