França convoca embaixador na Venezuela após morte de opositor

A Chancelaria da França convocou o embaixador da Venezuela para esclarecimentos após a morte do vereador Fernando Albán, que fazia oposição à ditadura de Nicolás Maduro.

O governo de Emmanuel Macron solicitou que o caso seja esclarecido “mediante uma investigação imparcial e independente”. Além disso, voltou a pedir que a Venezuela liberte seus presos políticos e respeite as liberdades fundamentais.

A ditadura alega que Albán, morto na última segunda, se atirou do prédio do Sebin, a polícia política de Maduro –primeiro, disseram que ele pulou de um banheiro no 10º andar; depois, que se jogou de uma janela panorâmica.

Para a oposição e ativistas de direitos humanos, o vereador foi assassinado, e seu funeral motivou novos protestos contra o regime chavista.

O que estão escondendo de você no 2º turno? Confira AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Nosso ministro comunista não vai reclamar de nadica, esta equipe Temer nunca, nunca mesmo fez a lição de casa, só queimou $ comprando votos para segurar denúncia contra si mesmo. #ForaAloysio

Ler mais 55 comentários
  1. Nosso ministro comunista não vai reclamar de nadica, esta equipe Temer nunca, nunca mesmo fez a lição de casa, só queimou $ comprando votos para segurar denúncia contra si mesmo. #ForaAloysio

  2. E Agora, nós aqui no Brasil diante de um 2º turno, onde o poste do LADRÃO Apresenta um programa de “GOVERNO” que é mais uma ameaça de VENEZUELIZAÇÃO por VINGANÇA do que a VERDADEIRA democrac

  3. Fernando Albán foi torturado no Sebin, como todos os presos que passam por lá e jogado do 10º andar. Era católico praticante e atuante em sua paróquia. A CNBB marxista vai se pronunciar?

  4. Ué, mas a Venezuela não é uma democracia, como disse o Ciro? Lula, símbolo de respeito ao jogo democrático (segundo Miriam) não é amigo e apoiador de Maduro? Então por que a França se preocup

  5. É esta DITADURA sangrenta que HADAD e toda a quadrilha lulopetista não querem condenar publicamente porque ajudaram a construi-la via Foro de São Paulo e querem estenda-la ao continente todo.

    1. Se não houver voto impresso ou cedula de papel que permitem auditoria, vai haver fraude novamente, no segundo turno, para presidente do nosso Pais. Todos para rua.

    2. Concordo! O voto impresso e leitura do voto eletronicamente (pode ser auditado e divulgação rápida), Ex: parecido com a correção de provas de concurso e/ou bilhete de aposta na loteria!

  6. E o Brasil e o PT: NADA!!! Sabe como é. Em época de eleição o PT vira verde amarelo e não apoia o Maduro. Isso significa palhaçada… É a forma mais babaca de enganar a população, depois vol

  7. ESTEJAMOS TODOS PREPARADOS. Se fraudarem ss eleições devemos urgentemente tomar as ruas ou seremos o puxadinho da venezuela e uma catástrofe humanitária vai se abater pela América latina.

  8. Ué….mas esse país de abichalhados não defende o luladrão?Não percebem que é tudo amiguinho?Ou bem gostam da miséria do comunismo(no cú dos outros claro!),ou não!!!Decidam -se HIPÓCRITAS ES

    1. Amigos, o esfaqueamento do Jair, aqui no Brasil, foi devidamente investigado? Imagine se alguém vai dar bola pra um caso na Venezuela. Essa raça tá pensando em continuar esse massacre.

  9. O Petista Lulista Haddad defende o regime de Maduro, mesmo com os assassinatos políticos em prol do regime lulista, digo madurista, quanto de repressão violenta à liberdade de imprensa. Gleise tamb

  10. O país lindo que luladrão e sua enorme organização criminosa sonhou implantar no Brasil. Mas aqui não bando de desgraçados. BOLSONARO 17!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! LIBERDADE AO BRASIL.

  11. Luiz Inácio da Silva patrocinou tal ditadura. Por que a esquerdalha não vai se juntar a Nicolás Maduro? Lá não seria o paraíso? Por que não colocam a ditadura nas costas do Nove Dedos.

    1. Concordo inteiramente e acrescento o pMDB, PP, PSDB no presidencialismo de coalizão, digo, PILHAGEM, que aprovou TUDO que Lula fez em relação a Venezuela, Cuba e Nicaragua