Futebol italiano: Anne Frank contra o antissemitismo

No último domingo, torcedores do Lazio, durante uma partida contra o Cagliari, no estádio Olímpico da capital italiana, colaram fotos de Anne Frank com a camisa do Roma na parte da arquibancada destinada tradicionalmente à torcida rival.

Em repúdio ao abjeto ato antissemita, será lido um trecho do “Diário de Anne Frank” antes de todas as partidas da próxima rodada do campeonato italiano.

O Lazio tem os torcedores mais racistas da Itália.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 11 comentários
  1. Os judeus sempre são relacionados à Anne Frank, somente a ela. Já não passou da hora de denunciar o nepotismo, a dominância econômica e cultural e o sistemático ataque à raça branca? Não dá só pra falar de Anne Frank, tem os Harvey Weinstein também, né?

  2. Quem investe contra o anti-semitismo, é, no mínimo, um ingênuo. Não sou anti-semita nem anti nada, mas quem não entende o anti-semitismo é porque nunca morou perto de uma comunidade judaica. Falo de judeus ortodoxos, não exatamente de judeu cosmopolita. Refiro-me ao corporativismo praticado pelos judeus e da consequente discriminação aos que não fazem parte daquela comunidade. Preconizando esse comportamento na posteridade, um judeu, há muito tempo, mais sábio que seus pares, um dia sentenciou: “minha mãe, quem é minha mãe? meus irmãos quem são meus irmãos?” ou seja, nem o corporativismo familiar (nepotismo), pode ser considerado uma prática saudável por atentar contra a harmonia de uma sociedade.
    Assim, enquanto o judeu apenas se vitimizar e não promover a boa vontade com outras raças, o problema vai ficar pendente. Quem não quer ser discriminado, não discrimine.

  3. Não entendi. Era para ser ofensiva foto de Anne Frank? Que italianos malucos. Se fosse a foto do Mussolini com a camisa do Roma eu até entenderia a ofensa. O que pode haver de ofensivo numa pobre garota assassinada? Ou estão chamando o time rival de assassinos de meninas?

    1. Eles estavam damdo a entender que o time adversário teria o mesmo fim da Anne Frank. Ser comparado a Mussolini é elogio para eles.

  4. “O melhor de tudo é o que penso e sinto, pelo menos posso escrever; senão, me asfixiaria completamente.”
    (Anne Frank)
    https://ogimg.infoglobo.com.br/in/21836640-a11-b1d/FT1086A/420/9781101871799.jpg.png