ACESSE

General Heleno descarta ação militar contra a Venezuela

Telegram

Citado por Jair Bolsonaro como seu futuro ministro da Defesa, o general Augusto Heleno rechaçou a possibilidade de o Brasil participar de um plano militar para derrubar Nicolás Maduro, informa a Folha.

Segundo o jornal, um alto funcionário do governo de Iván Duque na Colômbia, não identificado, afirmou que, se Bolsonaro ajudar a tirar do poder o ditador da Venezuela com uma intervenção militar, terá o apoio dos colombianos.

Para Augusto Heleno, essa hipótese “contraria os princípios das relações exteriores” do Brasil, que preveem a não ingerência em assuntos internos de outros países.

Bolsonaro conseguirá 'despetizar' a máquina pública? SAIBA MAIS AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 115 comentários