Governador do Texas proíbe 'passaportes de vacinação' no serviço público

Governador do Texas proíbe passaportes de vacinação no serviço público
Reprodução/Greg Abbott/Twitter

O governador do Texas, o republicano Greg Abbott, anunciou nesta terça (6) a proibição no estado dos ‘passaportes de vacinação’, bandeira de empresas que querem restringir seus serviços a pessoas imunizadas contra a Covid.

Em vídeo no Twitter, Abbott reconheceu o papel das vacinas em ajudar os texanos a retornarem à normalidade. “Nesta semana, o Texas vai ultrapassar 13 milhões de doses aplicadas”, diz o governador.

“Essas doses ajudam a frear a disseminação da Covid, reduzir hospitalizações, e reduzir mortes”.

“Mas, como eu sempre disse, essas vacinas são sempre voluntárias e nunca forçadas. O governo não deveria exigir a qualquer texano mostrar prova de vacinação e revelar informações privadas sobre sua saúde apenas para seguir sua vida no dia-a-dia”, disse Abbott.

Abbott assinou ontem (5) uma ordem executiva (instrumento semelhante ao decreto) que proíbe às agências do governo exigir prova de vacinação para entregar qualquer serviço público. A mesma restrição se aplica a empresas privadas que recebem dinheiro público, por meio de contratos ou empréstimos, por exemplo.

Na sexta passada (2), o governador da Flórida, Ron DeSantis, assinou medida semelhante.  DeSantis também é do partido republicano.

Leia mais:

‘Bia Kicis dos EUA’ quer proibir ‘passaportes de vacinação’ e cortar salário de Fauci

Microsoft, Oracle e Salesforce juntam-se ao ‘passaporte da vacinação’

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO