ACESSE

A grande novidade da Arábia Saudita: cinemas

Telegram

A Arábia Saudita voltará a ter cinemas pela primeira vez em mais de 35 anos. Os primeiros devem começar a funcionar em março de 2018.

Os cinemas haviam sido banidos do país –monarquia absolutista comandada pela família Saud– no início dos anos 80. Voltarão graças ao “ímpeto reformista” do príncipe Mohammed bin Salman, de 32 anos.

Como O Antagonista já escreveu, mais um pouquinho e os sauditas quase, quase chegam às portas do século 20.

Comentários

  • Nuke -

    Agora os pedófilos e estupradores de Hollywood vão começar a fazer os filmes idolatrando os heróis árabes. Aguardem novos lançamentos onde os mocinhos usarão turbantes e serão politicamente corretos.

  • Claudio -

    Em 2015 um blogueiro saudita chamado Raif Badawi foi açoitado publicamente depois de condenado por crimes cibernéticos e por insultar o Islã. Ele havia sido preso em 2012 por ter criado o site Árabes Sauditas Liberais, que promovia um fórum de debate público. Todos os países árabes são tiranias sanguinárias, com exceção da Tunísia. O Irã se encaixa perfeitamente na definição de fascismo islâmico, onde uma polícia política percorre as ruas fiscalizando o comportamento dos cidadãos. Isso sem falar nas milhares de pessoas que são assassinadas por milicianos muçulmanos em todo o mundo pelo simples fato de serem cristãos. Nós não temos absolutamente nada a aprender com o Islã em matéria de tolerância, mas eles têm muito a aprender com a gente, não é mesmo? Maomé, aqui pra você ó...

  • Antonio -

    Ainda não compreendi o objetivo de certos jornalistas brasileiros em atacar as iniciativas deste príncipe. As mulheres, por exemplo, estão prestes a conseguir direitos básicos de qualquer civilização ocidental. Afinal, o que querem? O que estava antes??

Ler 11 comentários