Grupo de Lima reconhece reeleição de Guaidó

Em nota, o Grupo de Lima afirmou reconhecer a reeleição de Juan Guaidó como chefe da Assembleia Nacional e presidente interino da Venezuela. Argentina e México não assinaram o documento.

No novo comunicado, o grupo voltou a condenar o cerco de Nicolás Maduro ao Congresso, na tentativa de evitar a reeleição de Guaidó, e reafirmou a importância de novas eleições gerais.

“Renovam o apelo ao pronto retorno da democracia na Venezuela e, nesse sentido, reafirmam a necessidade de realizar eleições gerais inclusivas, livres, justas e transparentes, conduzidas por um Conselho Nacional Eleitoral e um Supremo Tribunal de Justiça renovados e independentes e com a presença de observadores internacionais independentes.”

Comentários

  • CLECIO -

    mas ele é presidente da república e presidente do congresso?? a piada tá cada vez mais patética

  • Schio -

    Deram a Guaidó uma chave que não abre a porta. Inutilidade.

  • GILMAR -

    Esse carniceiro desse maduro, tá igual o molusco carniceiro do brasil, perto de ir pro inferno...

Ler 6 comentários