Grupo de Lima renova apoio a Juan Guaidó

Grupo de Lima renova apoio a Juan Guaidó
BRASILIA 28/02/2019 - FOTO: ADRIANO MACHADO O líder da oposição venezuelana, Juan Guaido, e o Presidente Jair Bolsonaro durante anuncio no Palacio do Planalto

O Grupo de Lima, que inclui Brasil, Canadá e outros países das Américas, publicou nota nesta terça-feira (13) renovando seu apoio “ao presidente encarregado Juan Guaidó e à Assembleia Nacional, como autoridades legítimas e democraticamente eleitas”.

Os países do grupo “[e]xpressam seu firme rechaço à insistência do regime ilegítimo de Nicolás Maduro em celebrar eleições parlamentares sem as mínimas garantias democráticas e sem a participação de todas as forças políticas”.

E reiteram “que a democracia se restabelecerá plenamente na Venezuela por meio de eleições presidenciais e parlamentares livres, justas e críveis, as quais devem incluir um Conselho Nacional Eleitoral independente, um Tribunal Supremo imparcial, garantias de segurança para os eleitores, um censo eleitoral atualizado, a plena liberdade de imprensa e de acesso aos meios de comunicação, a participação política de todos os venezuelanos e observação eleitoral internacional independente”.

A ditadura de Maduro marcou uma eleição parlamentar para 6 de dezembro.

Leia mais: Por que a escolha de Bolsonaro para o STF agrada a Renan, PT, PDT...
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO