Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Guaidó pede que militares detenham 'coletivos'

Guaidó pede que militares detenham coletivos
O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro após a segunda sessão de trabalho da reunião do BRICS

Em seu retorno à Venezuela, Juan Guaidó fez um apelo para que o Exército do país detenha os chamados “coletivos” –grupos paramilitares que apoiam a ditadura chavista.

Esses grupos tiveram papel central na repressão à tentativa de entrada de ajuda humanitária no país, em 23 de fevereiro.

Guaidó chamou os “coletivos” de “última linha de defesa” de Nicolás Maduro. Com isso, o líder da oposição evita atribuir responsabilidade direta pela repressão às Forças Armadas, de cujo apoio ele ainda precisa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO