Harvard e MIT processam governo Trump para impedir revogação de vistos de estudantes estrangeiros

A Universidade Harvard e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), duas das mais prestigiadas instituições de ensino superior dos Estados Unidos, entraram com uma ação na Justiça contra a decisão de Donald Trump de cancelar os vistos de estudantes estrangeiros que poderão ter apenas aulas online em universidades americanas.

A decisão de Trump foi anunciada na segunda-feira e, segundo o New York Times, foi interpretada como uma forma de pressionar as instituições a reabrir — entre elas, Harvard, que resolveu que todos os seus cursos serão online, no ano letivo de 2020/2021, por causa da pandemia. Para se ter ideia do problema, a universidade conta com 5 mil estudantes estrangeiros. Há centenas de milhares deles nos diversos campus do país.

Na ação, Harvard e MIT dizem que “o efeito (da decisão do governo Trump) — e talvez até o objetivo — é criar o máximo de caos possível para as universidades e os estudantes internacionais”.

Na verdade, para além da provocação à esquerda universitária, o presidente americano tenta agradar a boa parte do seu eleitorado composto por xenófobos.

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO