Homem-bomba matou na Tunísia

Mais informações sobre o atentado na Tunísia: foi um homem-bomba que se explodiu na frente do ônibus com os seguranças do presidente da Tunísia, Beji Caid Essebsi. Vítimas contabilizadas até o momento: 12 mortos e 17 feridos.

Ninguém ainda reivindicou o atentado, mas é muito provável que tenha sido o Estado Islâmico, responsável por dois atentados no país, só neste ano: o que matou 21 turistas num museu, em março, e outros 38 num balneário, em junho.