Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

IHME projeta que Rússia já teve 593 mil mortes por Covid, mais de 5 vezes o número oficial

IHME projeta que Rússia já teve 593 mil mortes por Covid, mais de 5 vezes o número oficial
Foto: neelam279/Pixabay

A Rússia já teve 593 mil mortes por Covid, mais de cinco vezes o número oficial. A projeção é de estudo divulgado nesta quinta (6) pelo Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde (IHME) da Universidade de Washington.

O instituto concluiu que a subnotificação é um problema no mundo inteiro, e que o mundo já teve ao todo 6,9 milhões de mortes por Covid, mais do que o dobro das somas das estatísticas oficiais dos países.

Até a data do fechamento do estudo, a Rússia registrava oficialmente 109.334 mortes por Covid. Na manhã de hoje, o painel da universidade Johns Hopkins dedicado à pandemia registrava 110.366 mortes na Rússia.

Entre as razões para a subnotificação em todo o mundo, diz o IHME, estão a escassez de exames e o número de mortes que ocorrem em casa ou em casas de repouso, fora dos hospitais.

O instituto fez as projeções comparando as tendências de mortes por todas as causas antes da pandemia com o número total de mortes durante a pandemia.

Esse excesso de mortalidade foi ajustado para remover as mortes que não podem ser atribuídas à pandemia – como pessoas sem Covid que evitaram serviços de saúde – e mortes que foram evitadas, como a redução nas mortes por acidentes de trânsito.

Leia também:

Brasil já atingiu quase 600 mil mortes por Covid, diz estudo sobre subnotificação

Rússia relança 1ª dose da Sputnik V como ‘Sputnik Light’, vacina de dose única

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO