ACESSE

Indígenas convocam greve geral contra Moreno no Equador

Telegram

Grupos indígenas convocaram uma greve geral em protesto contra o presidente do Equador, Lenín Moreno, nesta quarta-feira.

Movimentos ligados à Confederação das Nacionalidades Indígenas do Equador (Conaie) reuniram cerca de 6 mil indígenas nos arredores de Quito para pedir a renúncia de Moreno.

A manifestação bloqueou estradas e fez o comércio fechar em diversos pontos da cidade e em outras regiões do país.

Vários protestos têm sido registrados no Equador nos últimos dias, desencadeados inicialmente pela alta no preço dos combustíveis. Mais de 700 pessoas foram presas.

Exclusivo: os pagamentos de bancos e outros gigantes a Lula e a campanhas do PT, segundo Palocci. CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários