Israelenses e palestinos reagem a decisão de Trump

Como esperado, o premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, classificou como “dia histórico” o do reconhecimento, por Donald Trump, de Jerusalém como capital do país.

O premiê afirmou ainda que a decisão “justa e valente” de Trump não mudará nada no que diz respeito aos locais sagrados de Jerusalém para judeus, cristãos e muçulmanos.

Lideranças palestinas reunidas na OLP, porém, afirmaram que a declaração dos EUA destrói a solução de dois estados negociada no processo de paz. Mahmoud Abbas, o presidente da Autoridade Palestina, disse que ela levará a “guerras sem fim”.

E o Hamas, grupo islâmico que controla a faixa de Gaza, disse que a ação “abre as portas do inferno” para os interesses americanos na região.

Comentários

  • renato -

    Não existe estado palestino e nunca houve é só estudar história , não existe e nunca houve palestina os israelenses voltaram para a sua casa se um invasor se apoderar da casa alheia um dia será despejado simples assim .

  • renato -

    Os Israelenses não podem se acovardar Jerusalém é a capital dos judeus , se tiver que ir pro pau paciência o outro lado quer a destruição do estado Judeu mesmo os esquerdopatas do mundo odeiam os judeus . Valeu Trump Jerusalém é a capital de Israel ontem hoje e sempre será gostem ou não os seres das trevas .

  • juca -

    Israel, como sempre, é truculento e covarde ao promover assentamentos em terras mundialmente reconhecidas como palestinas. O mundo está cheio de ignorância e de cegos que aliam-se, covardemente, sempre do lado mais forte. Para Israel o mundo inteiro está errado, a ONU, o Japão, a União Europeia e outros tantos quando defendem o direito dos Palestinos àquelas terras e quando condenam os assentamentos de colonos judeus nestas terras. Igrejas evangélicas brasileiras foram judaizadas, a exemplo das evangélicas americanas, fazendo de todos aqueles que discordam da posição do Estado Israel pessoas antissemitas e amaldiçoadas. Israel, quando lhe convém, não perde tempo em usar do coitadismo para obter lucros políticos, como, também não perde tempo em para atacar inimigos belicamente mais fracos

Ler 93 comentários