ACESSE

Johnson & Johnson é condenada a pagar mais de 2 bilhões de dólares por uso de talco com amianto

Telegram

O tribunal de segunda instância do Missouri condenou a Johnson & Johnson a pagar indenização e multas que totalizam 2,1 bilhões de dólares, numa ação movida por mulheres que alegaram ter tido câncer de ovário por causa do uso dos talcos fabricados pela companhia, noticia o New York Times.

Entre os talcos está o feito para bebês, um dos produtos mais vendidos da Johnson & Johnson. A Justiça considerou que a companhia sabia que havia amianto, produto altamente cancerígeno, na composição dos talcos.

A Johnson & Johnson anunciou no mês passado que pararia de vender o talco para bebês nos Estados Unidos, mas não em outros países.

O advogado Mark Lanier, que representa as vítimas, aconselhou os consumidores a jogar fora o talco para bebês da Johnson & Johnson, dizendo que cinco das vítimas que moveram a ação morreram em 2018.

Inicialmente, a indenização e as multas eram de 4,69 bilhões de dólares, mas a decisão do tribunal de apelação cortou esse valor em mais da metade.

A Johnson & Johnson ainda pode entrar com recurso na Suprema Corte do estado de Missouri. A empresa afirma que os seus talcos são seguros, não contêm amianto e não causam câncer.

Leia mais: O que Moro pensa sobre o Brasil? Clique e saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários