ACESSE

Juiz vai decidir se ouro guardado na Inglaterra é de Maduro ou Guaidó

Telegram

O juiz Nigel Teare, do Tribunal Comercial da Alta Corte de Londres, deve decidir nas próximas semanas o destino de 31 toneladas de ouro venezuelano, avaliadas em US$ 1 bilhão e guardadas no Banco da Inglaterra.

Em 2018, a ditadura de Nicolás Maduro pediu que o banco inglês devolvesse o ouro venezuelano, guardado em cofres na capital britânica. No ano passado, assim que Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino, enviou uma carta à então primeira-ministra Theresa May. “Estou lhe pedindo para suspender essa transação ilegítima. Se o dinheiro for transferido, ele será usado pelo regime cleptocrático e ilegítimo de Nicolás Maduro para reprimir de forma brutal o povo da Venezuela”, escreveu Guaidó na ocasião.

O pedido foi atendido, e a transferência, suspensa. Agora o imbróglio será definido na Justiça.

Leia mais na Crusoé, clicando aqui.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários