Justiça da Bolívia determina 4 meses de prisão para ex-presidente Jeanine Añez

Justiça da Bolívia determina 4 meses de prisão para ex-presidente Jeanine Añez
Foto: Reprodução, Facebook

A Justiça boliviana fixou em 4 meses a prisão preventiva da ex-presidente Jeanine Añez. Ela foi deitda no sábado sob acusações de conspiração, sedição e terrorismo após a renúncia de Evo Morales, em 2019.

O Ministério Público da Bolívia havia pedido seis meses de prisão.

No Twitter, a ex-presidente escreveu:

“Me enviam para quatro meses de detenção para esperar o julgamento por um ‘golpe’ que nunca aconteceu.”

De acordo com Añez, o MAS, partido do atual presidente Luis Arce, controla o sistema judicial do país.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO