ACESSE

Justiça da Itália confirma prisão perpétua para Cesare Battisti

Telegram

A Corte de Apelações de Milão negou hoje recurso da defesa do terrorista Cesare Battisti e manteve sua condenação à prisão perpétua pelos quatro assassinatos que cometeu, registra a Folha.

O advogado de Battisti queria a redução da pena para 30 anos de prisão. A justificativa era o “acordo de extradição vigente entre a Itália e o Brasil”, país onde a pena máxima é de 30 anos.

Para o tribunal de Milão, porém, o terrorista não foi extraditado do Brasil —foi preso na Bolívia, onde estava foragido, em janeiro e de lá enviado à Itália.

Ao todo, Battisti viveu em território brasileiro por cerca de 14 anos, de 2004 a 2018. Em 2010, o criminoso teve seu pedido de extradição negado por Lula, no último ato do seu governo.

Terrorista italiano finalmente confessa seus crimes; e agora, PT? CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 43 comentários