Justiça do Paraguai liberta Ronaldinho Gaúcho

Justiça do Paraguai liberta Ronaldinho Gaúcho
Assuncion Paraguai 06 03 2020-Procuradoria-Geral da República determinou a prisão de Ronaldinho(Gaucho) e do seu Irmão Assis por lavagem de dinheiro- Foto MP Paraguai

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto de Assis foram libertados da prisão domiciliar no Paraguai por decisão do juiz Gustavo Amarilla durante audiência em Assunção, nesta segunda (24) à tarde.

Os dois estavam detidos preventivamente havia mais de cinco meses, após entrarem no país vizinho com documentos paraguaios adulterados.

A audiência foi marcada após o Ministério Público do Paraguai concluir as investigações sem obter provas de que o ex-jogador e o irmão, que também é seu empresário, estariam envolvidos com lavagem de dinheiro e a produção dos documentos falsos. A Promotoria pediu a suspensão do processo.

Como a Justiça acatou o pedido do MP, após o prazo legal, o processo será arquivado. Ronaldinho e Assis estão liberados para voltar ao Brasil.

Leia mais: A 'Crusoé' investigou a relação entre o advogado de Jair Bolsonaro e a JBS por meses. E encontrou as digitais do presidente e do procurador-geral da República
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 11 comentários
TOPO