ACESSE

Justiça do Peru determina prisão de árbitros que teriam favorecido Odebrecht

Telegram

O juiz peruano Jorge Cháves determinou que 14 árbitros sejam presos preventivamente por 18 meses por suspeita de terem favorecido a Odebrecht em sentenças no Peru em troca de propinas.

Segundo o jornal El Comercio, sete árbitros foram presos e outros sete são considerados foragidos.

Os suspeitos são advogados que atuavam como árbitros para a solução de conflitos entre a Odebrecht e o Estado peruano.

Segundo a investigação do caso, a empreiteira encarregou o advogado Horacio Cánepa pelo pagamento de propinas aos árbitros que participaram de 26 processos de arbitragem com o Ministério de Transportes e Comunicações do Peru e outras instituições públicas de 2008 a 2016.

Comentários

  • João -

    Lá no Peru criminoso ou corruto é preso , já aqui no Brasil se impede que corrupto seja preso ! Essa decisão do Facchin sobre a Dilma foi um atraso ,um prêmio para a estocadora de vento !

  • Sonia -

    Nossa aqui o amigodoamigodomeupai JÁ SERIA PUNIDO

  • Oswaldo -

    Não foi àtoa que o Emílio era amigão do Lula. Ambos eram chefes de quadrilhas.

Ler 15 comentários