Kimzinho e seu tabuleiro de War

O ditador da Coreia do Norte “supervisionou” ontem o lançamento do míssil que sobrevoou o norte do Japão, disse hoje a agência oficial norte-coreana.

Também hoje, em comunicado, o Pentágono afirmou que o míssil norte-coreano era de médio alcance e não representava perigo para o território americano.

Deve ser divertido –para o ditador– jogar War com um tabuleiro de verdade.

Kim Jong-un e seu jogo de tabuleiro. A foto é da KCNA/Reuters

13 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. .
    Este é o General de Trump (my generals) que vai mandar o vagabundo pro inferno:

    >>> Vincent K. Brooks

    — Primeiro Negro (nada de afro american – frescura!!) formado em West Point e já como Capitain, a mandar Pershings II pro barrigudinho.

    https://en.wikipedia.org/wiki/Vincent_K._Brooks
    …….

  2. Não sou entendido em política internacional, mas vejo uma semelhança dos tempos da Guerra Fria. Cuba criava “saias justas” ao EUA e se escondia atrás da URSS, que se fingia de morta, em troca de comercio bilateral. Parece mais do mesmo: Coreia do Norte vive criando caso, em especial com os EUA-Japão-Coreia do Sul e se esconde atrás da China, que se finge de morta, em troca também de comercio bilateral. Só não consigo entender de onde os norte coreanos conseguem tecnologia nuclear (China, Irã, Russia??) com toda a miséria existente no país noticiada pela imprensa.
    A velhice nos deixa céticos e chatos. Fico com a ideia que quase tudo nesse mundo de meu Deus, hoje, é mais do mesmo.