Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Líder da oposição em Belarus 'some', e mais de 600 são presos

Uma das líderes da oposição em Belarus, a ativista Maria Kolesnikova, teria sido sequestrada por homens mascarados na capital do país, Minsk, nesta segunda-feira (7), segundo testemunhas e o conselho de coordenação da oposição.

Além disso, mais de 600 pessoas foram presas no domingo (6), dia em que cerca de 100 mil manifestantes exigiram que Alexander Lukashenko, que comanda o país desde 1994, deixe o poder e convoque novas eleições.

Kolesnikova é uma das poucas líderes da oposição que ainda não saíram de Belarus. Segundo depoimentos ouvidos pela sua equipe, a ativista teria sido colocada dentro de um veículo. O governo nega ter informações sobre sua suposta prisão.

O Ministério do interior informou que, no total, 633 pessoas foram detidas ontem por “infringir a lei durante as manifestações”.

A principal opositora de Lukashenko, Svetlana Tikhanovskaya, que está abrigada na Lituânia, acusou as autoridades bielorrussas de praticarem uma política de “terror”. “Quanto mais intimidam, mais as pessoas irão às ruas.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO