ACESSE

Líder religioso é preso na Coreia do Sul por sabotar combate à pandemia

Telegram

Lee Man-hee, líder da Igreja Shincheonji de Jesus, foi preso neste sábado na Coreia do Sul por sabotar os esforços do governo contra a pandemia de Covid-19.

Ele é acusado de fornecer às autoridades dados incorretos sobre as reuniões da seita.

Até 19 de julho, 38% de todos os casos de infecção no país estavam relacionados ao grupo religioso.

Lee, de 88 anos, também é acusado de desvios do fundos da seita e realizar eventos religiosos em instalações públicas sem autorização.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 26 comentários