“Linha antichavista estridente”

A Folha de S. Paulo condenou “a linha antichavista estridente” do governo Michel Temer e elogiou o papel de Lula e Dilma Rousseff na Venezuela:

“Se a óbvia simpatia que os governos petistas nutriam por Caracas não impediu o Itamaraty de sentar-se à mesa com ambos os lados, a linha antichavista estridente adotada na gestão de Michel Temer constitui obstáculo maior ao papel de mediador”.

Lula, na verdade, sentou-se à mesa com Hugo Chávez e Emilio Odebrecht para acertar os repasses de propina para a campanha eleitoral venezuelana.

Esses foram os dois lados dos governos petistas: o de Hugo Chávez e o da Odebrecht.

Faça o primeiro comentário