Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula e Chico Buarque assinam carta no NYT contra embargo a Cuba: agora vai!

Anúncio pago a ser publicado nesta sexta pelo jornal americano critica as sanções da Casa Branca, mas não traz uma linha sobre a ditadura, os presos políticos ou a repressão aos protestos
Lula e Chico Buarque assinam carta no NYT contra embargo a Cuba: agora vai!
Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

Mais de 440 ativistas, políticos, artistas e intelectuais de diferentes países assinam uma carta pública contra o embargo dos EUA a Cuba, dirigida ao governo de Joe Biden, que sairá na edição do New York Times desta sexta (23), registra a Folha.

Publicado como anúncio pago no jornal sob o título “Let Cuba live” (deixe Cuba viver) o texto pede que Biden reverta as sanções impostas por seu antecessor, Donald Trump, e alega que “não há razão para manter as políticas de Guerra Fria que levam os EUA a tratar Cuba como um inimigo, em vez de um país vizinho”.

A carta tem mais de 50 signatários brasileiros, entre os quais os suspeitos de sempre: Lula, Gleisi Hoffmann, Chico Buarque, o ator Wagner Moura e Frei Betto, apologista da ditadura cubana que divulgou recentemente texto contra as recentes manifestações. Assinam também alguns dos usual suspects internacionais, como a atriz Jane Fonda e o linguista Noam Chomsky.

O texto da carta —você, leitor, adivinhou— não traz uma palavrinha, uma letra, nem sequer um ponto sobre a ditadura, os presos políticos, a repressão ou a extraordinária incompetência econômica do regime herdado dos irmãos Castro, para a qual o embargo serve de desculpa perpétua.

O Antagonista, porém, tem certeza de que os nomes de Lula e Chico Buarque vão emocionar Biden e sensibilizá-lo para a injustiça das sanções. Agora vai!

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO