Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula, o centrista, agora critica até ditadura de esquerda

Na TV mexicana, petista pediu que Daniel Ortega, que já prendeu 7 candidatos rivais e mais de 20 oposicionistas, não 'abra mão da democracia' na Nicarágua
Lula, o centrista, agora critica até ditadura de esquerda
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula/Divulgação

Lula fez nesta terça-feira (3) um gesto inédito em sua carreira política: criticou uma ditadura de esquerda na América Latina —sim, uma daquelas que o PT sempre apoiou.

Em uma entrevista à TV mexicana na semana passada, o ex-presidiário disse o seguinte sobre Daniel Ortega, o ditador da Nicarágua: “Se eu pudesse dar um conselho ao Daniel Ortega, daria a ele e a qualquer outro presidente. Não abra mão da democracia. Não deixe de defender a liberdade de imprensa, de comunicação, de expressão, porque isso é o que favorece a democracia.”

Na entrevista, Lula afirmou ainda que “seria bom ter alternância de poder” no país centro-americano.

Na verdade, Ortega já “abriu mão” da democracia faz um certo tempo: vai concorrer ao quarto mandato consecutivo em novembro —depois de aprovar uma mudança na Constituição nicaraguense que derrubou o limite de dois mandatos presidenciais— e já prendeu sete candidatos à Presidência e outros 24 membros da oposição e da imprensa desde maio deste ano.

E, até anteontem, o PT —como continua fazendo com Cuba e Venezuela— estava firme no apoio a essa ditadura.

Lula está mesmo fazendo de tudo para ser “o nome do centro” em 2022.

Mais notícias
TOPO