“Mãe de Satã”

Ainda de acordo com François Molins, o material explosivo utilizado pelos terroristas dificilmente seria detectado pelos cães da polícia ou qualquer outro meio convencional. Apelidado de “Mãe de Satã”, ele é fabricado utilizando produtos químicos baratos e de fácil acesso.

Sua origem remete aos homens-bomba palestinos, mas já há um tempo é o método mais utilizado por terroristas de todo o mundo.