ACESSE

Mais uma guinada à direita?

Telegram

Depois dos Estados Unidos com Donald Trump e da Argentina com Mauricio Macri, mais um país do continente americano poderá dar uma guinada à direita: o Chile, que realiza eleições presidenciais neste domingo.

De acordo com as pesquisas de opinião divulgadas no começo do mês, o candidato de centro-direita Sebastián Piñera (Renovação Nacional), empresário bilionário que governou o país de 2010 a 2014, lidera a corrida com cerca de 45% das intenções de voto, à frente do candidato de centro-esquerda Alejandro Guillier (Força da Maioria), com 23%.

Guillier, apoiado por boa parte do atual governo socialista de Michelle Bachelet, votou pela manhã em Antofagasta, no norte do país, por onde é senador, informa O Globo.

Piñera votou em Santiago no final da manhã, acompanhado pela mulher, Cecília.

“A lei eleitoral chilena não permite a divulgação de pesquisas eleitorais na reta final da campanha e analistas políticos chilenos não arriscam previsões sobre uma eventual vitória no primeiro turno.”

A estratégia de Renan Calheiros para voltar à presidência do Senado. CONFIRA AGORA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 49 comentários