ACESSE

Manifestantes tentam invadir Parlamento no Líbano

Telegram

Milhares de manifestantes protestam neste sábado em Beirute contra o governo do Líbano.

Eles criticam as lideranças políticas do país, composta por corruptos, e a forma como as autoridades têm lidado com a explosão que ocorreu no começo da semana. Elas são as responsáveis por deixar praticamente uma bomba de nitrato de amônio armazenada durante anos no porto de Beirute.

A polícia entrou em ação quando um grupo tentou ultrapassar uma barreira que bloqueava o acesso ao edifício do Parlamento.

Alguns manifestantes pedem a queda do regime e chamam o governo de assassino. Em protesto, os meios de comunicação libaneses recusam-se a trasmitir pronunciamentos dos políticos.

Quatro dias após as explosões no porto de Beirute, mais de 60 pessoas continuam desaparecidas na cidade. De acordo com o Ministério de Saúde do Líbano, 120 dos 5 mil feridos estão em condições críticas por causa da tragédia que deixou mais de 150 mortos.

Leia mais: Exclusivo: a imprensa livre na mira

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários