Médicos cubanos acusam Maduro de negar tratamentos para oposicionistas

Em entrevista ao New York Times, 16 médicos cubanos relataram um sistema de manipulação política deliberada do ditador Nicolás Maduro e disseram que seus serviços na Venezuela eram usados para garantir apoio ao regime.

Entre as táticas usadas pelo ditador, há desde lembretes para votar no governo até negar tratamentos para pacientes da oposição que tenham doenças graves.

“Você aparece com vitaminas e algumas pílulas para pressão sanguínea”, disse um médico que desertou para o Equador. “E quando ganha a confiança deles, você começa perguntas como: ‘Você sabe onde é o seu local de votação? Você vai votar?’”

Todos os médicos cubanos entrevistados pelo jornal confirmaram que faziam visitas de casa em casa para prestar seus serviços mas também para falar de política.

Comentários

  • antonio -

    Alguns desses médicos, são corajosos em falar assim na Venezuela.. Estão ferrados, quando voltarem a Cuba !!!Essa é a verdadeira cara desse ditador tirano, da Venezuela. !!!

  • Luiz -

    Eram que nem os médicos cubanos da dilmanta que nosso presidente Bolsonaro mandou pegar as malas e sumir do brasil, cambada de paus mandados ...

  • Ricardo -

    Novidade... O que faziam aqui no Brasil, era diferente? O que sustenta o socialismo, em qualquer lugar, são dois pilares: O roubo e a mentira. Ponto.

Ler 73 comentários