ACESSE

Médicos cubanos vivem escravidão no México

Telegram

Com a saída dos médicos cubanos do Brasil, os governos de Equador e Bolívia também decidiram cancelar os acordos com a ilha comunista.

Segundo a Crusoé, os cubanos passaram a ir ao México, em abril deste ano, para prestar serviços de saúde.

Ao todo, há 765 médicos cubanos espalhados pelo México. O governo paga 10,7 mil dólares de salário para cada um, mas eles embolsam apenas 220 dólares — o restante do dinheiro vai para a ditadura cubana.

Leia mais na Crusoé.

Leia mais: As reais intenções de Dilma e Cuba com o programa Mais Médicos.

Comentários

  • Isaias -

    Vou dizer o quê? Comunista é assim mesmo, o que produz tem que pagar tributo ao que nada produz, também é assim no capitalismo, mas não com essas proporções aí descritas.

  • Roque -

    A OIT podia ver isso. Só que não fez, faz ou fará qualquer coisa. Por que será?

  • Fátima -

    Comunistas malditos.

Ler 27 comentários