Milhares vão às ruas de Paris em homenagem a professor decapitado

Milhares vão às ruas de Paris em homenagem a professor decapitado

Milhares de pessoas realizaram neste domingo, em Paris, manifestação em homenagem ao professor Samuel Paty, decapitado na última sexta-feira em frente à escola onde ensinava.

Paty, de 47 anos, foi morto por um terrorista de 18 anos de origem tchetchena. O crime foi cometido porque o professor havia mostrado aos alunos caricaturas de Maomé publicadas no jornal Charlie Hebdo.

“Liberdade de expressão!”, “Liberdade de ensino!”, “Sou Samuel!”, “Não ao totalitarismo do pensamento” são algumas das frases escritas em cartazes.

Os manifestantes reuniram-se ao redor da estátua da Place de la Republique, o mesmo local onde ocorreu a marcha histórica de 11 de janeiro de 2015, após os ataques terroristas contra o Charlie Hebdo.

Leia mais: Marco Aurélio e o caso André do Rap: como a lei (e a mais alta corte do país) pode ser usada para libertar um criminoso considerado perigoso?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 51 comentários
TOPO