Ministra da Suprema Corte dos EUA morre aos 87 anos

A ministra da Suprema Corte dos EUA Ruth Bader Ginsburg morreu nesta sexta-feira (18), aos 87 anos, devido a complicações de um câncer no pâncreas, informou a própria corte americana.

“Nossa nação perdeu uma magistrada de estatura histórica e nós, na Suprema Corte, perdemos uma colega querida”, declarou o presidente do tribunal, John Roberts, logo depois que a morte foi confirmada.

Segunda mulher na história a servir no Supremo americano, Ginsburg era a juíza mais velha da corte –composta por nove ministros–, onde atuou por 27 anos. Também era considerada uma pioneira na defesa dos direitos das mulheres.

Para especialistas, sua morte deve desencadear uma batalha política pela escolha de seu sucessor em plena campanha pela Casa Branca. A vacância pode dar a Donald Trump a oportunidade de aumentar a maioria conservadora no tribunal.

Leia mais: Exclusivo: o objetivo secreto do 'inquérito do fim do mundo' do STF
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 31 comentários
TOPO