Ministro da Saúde argentino renuncia após escândalo de ‘vacinação VIP’

O ministro da Saúde da Argentina, Ginés González García, renunciou ao cargo após a divulgação de um escândalo de “vacinação VIP” que facilitou o acesso de pessoas próximas ao imunizante contra a Covid-19.

Respondendo a seu pedido expresso, apresento-lhe minha renúncia ao cargo de ministro da Saúde”, escreveu González em carta enviada ao presidente Alberto Fernández.

Como mostramos, González teria facilitado a distribuição da vacina para amigos, servidores, deputados, políticos e outras pessoas próximas ao ministro que não faziam parte do grupo prioritário de vacinação.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO