Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Mortes no mundo por Covid já ultrapassaram 6,9 milhões, diz estudo sobre subnotificação

Mortes no mundo por Covid já ultrapassaram 6,9 milhões, diz estudo sobre subnotificação
Foto: Giacomo Carra/Unsplash

O mundo já ultrapassou 6,9 milhões de mortes por Covid, mais do que o dobro do que mostram as estatísticas oficiais. A conclusão é de estudo divulgado nesta quinta (6) pelo Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde (IHME) da Universidade de Washington.

Pesquisa do IHME descobriu que há subnotificação em quase todos os países.

Segundo a análise, os EUA já ultrapassaram a marca de 905 mil mortes por Covid, em vez das 574 mil registradas oficialmente até o fechamento do estudo. Já o Brasil teve, segundo a pesquisa, 595 mil mortes, e não 408 mil como até a data do fechamento do estudo.

A Índia, por sua vez, já teve 654 mil mortes por Covid em vez das 221 mil registradas oficialmente.

Reprodução/IHME
Pelo ranking do IHME, o Brasil é hoje o 4º país em número absoluto de mortes – atrás dos EUA, Índia e México, que já teve 617 mil mortes em vez das 217 mil registradas.

“Muitas mortes por Covid-19 não são registradas porque os países só relatam mortes que ocorrem em hospitais ou de pacientes com infecção confirmada. Em muitos lugares, sistemas fracos de relatórios de saúde e baixo acesso à saúde ampliam esse desafio”, diz resumo do estudo do IHME.

“A descoberta mais importante”, disse o pesquisador Christopher Murray, diretor do IHME, em coletiva de imprensa, “é como tem sido desafiador durante a pandemia monitorar com precisão o número de mortes”.

O instituto comparou o número de mortes que eram esperadas de todas as causas baseando-se em tendências antes da pandemia com o número total de mortes durante a pandemia.

Esse excesso de mortalidade foi ajustado para remover as mortes que não podem ser atribuídas à pandemia – como pessoas sem Covid que evitaram serviços de saúde – e mortes que foram evitadas, como a redução nas mortes por acidentes de trânsito. Murray acrescentou na coletiva, porém, que ainda não há estatísticas significativas por mortes causadas por pessoas que adiaram tratamento de saúde.

“As estimativas ajustadas resultantes incluem apenas mortes diretamente ligadas ao vírus SARS-CoV-2, que causa a Covid-19”, diz texto do IHME.

O painel da universidade Johns Hopkins dedicado à pandemia registra hoje 3,2 milhões de mortes por Covid no mundo.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO