Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Na Espanha, PSOE e Podemos chegam a acordo preliminar por coalizão

Vencedor das eleições realizadas no último domingo, embora sem ter conquistado a maioria absoluta do Parlamento espanhol, o PSOE anunciou nesta terça-feira que chegou a um acordo “preliminar” com o Podemos em torno de uma nova coalizão.

Alberto Garzón, do Podemos, também confirmou o acordo.

“Alcançamos um acordo para um governo de coalizão entre o Podemos e o PSOE. Hoje é um dia de celebração. Obrigado a toda a militância que lutou para que pudéssemos chegar aqui. Mostramos que é possível”, disse.

Apesar do triunfo eleitoral, o PSOE, do primeiro-ministro Pedro Sánchez, caiu de 123 para 120 assentos no Parlamento. O Podemos obteve 35 cadeiras.

São necessárias ao menos 176 cadeiras para a maioria absoluta — ou seja, a simples combinação entre os dois partidos não é suficiente para assegurar a maioria absoluta.

De acordo com a imprensa espanhola, PSOE e Podemos tentarão obter o apoio do Ciudadanos (de centro-direita) à coalizão, além do Más País (extrema-esquerda) e do PNV (partido nacionalista basco).

Ontem, como noticiamos, o líder do Ciudadanos, Albert Rivera, renunciou ao posto e abandonou a vida política. O partido, que tinha 57 assentos no Parlamento, caiu para apenas dez cadeiras.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO