ACESSE

Na Espanha, socialistas se negam a criticar Maduro por expulsão de embaixadora

Telegram

O Parlamento da Espanha debateu nesta quarta, 1º, uma declaração condenando a atitude do ditador Nicolás Maduro ao expulsar da Venezuela a embaixadora europeia Isabel Brilhante Pedrosa.

A proposta não foi adiante porque o Partido Socialista, do primeiro-ministro Pedro Sánchez, e o Podemos, de Pablo Iglesias, foram contra. As duas legendas formam a coalizão que governa o país.

Leia AQUI a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 10 comentários