Não é Maomé

O Exército Islâmico decapitou um de seus dois reféns japoneses, Haruna Yukawa. Ele não era um cartunista e não ofendeu Maomé: era um simples funcionário de uma empreiteira.